Dermatite em cachorros e gatos: causas, sintomas e tratamentos para alergias de pele #alergia

Dermatite em cachorros e gatos: causas

Dermatite em cachorros e gatos – sintomas e tratamento
Por Dr. Marcio Waldman -
13 de junho de 2014

Dermatite é um termo amplo que pode significar várias doenças da pele, desde doenças alérgicas, parasitárias, auto imunes, e outras mais. Qualquer doença que cause inflamação da pele pode ser chamada de dermatite, o sufixo “ite” significa inflamação. Popularmente o termo dermatite tem uma conotação ligada pro alérgico, então nesse post iremos tratar das principais doenças alérgicas nos cachorros e gatos.
Dermatite alérgica a picada de pulga ou dermatite alérgica a picada de inseto – DAAP
A DAAP é a principal alergia em cachorros e gatos, e como o próprio nome diz é causada pela picada de pulga ou de insetos.
Entendendo a dermatite alérgica à picada de pulgas
O mecanismo da dermatite alérgica à picada de pulga é simples, porém os sintomas são bem intensos. A pulga pica o cachorro para sugar sangue, o sangue do animal tem uma tendência natural de coagulação, mas para facilitar o processo de sugar o sangue a pulga injeta ao picar o cachorro uma substância que atrasa a coagulação do sangue, essa substância que causa a dermatite alérgica à picada de pulga. Dependendo da sensibilidade alérgica do cachorro ou do gato uma única picada pode desencadear o processo, ou em casos mais brandos de sensibilidade alérgica.
Sintomas e sinais da DAPP
O principal sintoma da DAPP é a coceira ou prurido, a coceira pode ocorrer em qualquer lugar do organismo, porém existem algumas áreas mais intensas. Após algum tempo começam a ocorrer alterações na pelagem e na pele do cachorro ou do gato, sendo a principal lesão a queda de pelo na região das costas formando geralmente um triângulo invertido de falta de pelagem (por queda excessiva), onde a base fica na região da cauda e o ápice fica entre a região mediana da coluna, podendo chegar até perto da coluna cervical (pescoço). Em casos muito crônicos pode haver um espessamento da pele das regiões envolvidas e aumento da descamação cutânea dessas áreas. Infecções secundárias podem piorar o quadro e mascarar os sintomas.
Controle e tratamento da dermatite alérgica À picada de pulga
Logicamente, a exterminação total das pulgas do cachorro e do ambiente é a principal atitude a ser tomada primeiramente. Em situações muito sérias ou para diminuir os sintomas, medicamentos antialérgicos podem ser utilizados com a orientação e supervisão do seu veterinário. A partir do tratamento inicial é necessário um controle eterno contra as pulgas, pois uma única picada no futuro pode desencadear todos os sintomas.
Dermatite de contato alérgico
É uma dermatite que é desencadeada pelo contato do agente alérgico, ou seja, desencadeamento de reações alérgicas no ponto de contato, como o próprio nome diz.
Entendendo a dermatite de contato alérgico
O contato recurrente do agente alergênico (que desencadeia a alergia), em certas áreas do organismo, acaba desencadeando um processo alérgico local. É comum que produtos de limpeza, grama e limpadores de carpetes e tapetes sejam os principais agentes estimuladores do processo. Outros produtos também são passíveis de desencadearem o processo alérgico, porém menos frequentemente.
Sintomas e sinais da Dermatite de contato alérgico
O principal sintoma é o vermelhidão local (inflamação causada pelo processo alérgico) seguido de coceira local, descamação local e em casos crônicos espessamento da pele afetada. É preciso ficar atento a infecções secundárias que podem piorar o quadro e mascarar os sintomas.
Controle e tratamento da dermatite de contato alérgico
Logicamente, evitar o agente alergênico é fundamental para o controle do quadro. Porém existem casos que não conseguimos evitar totalmente e para controlar os sintomas temos que utilizar alguns medicamentos como antialérgicos tópicos ou sistêmicos.
Dermatite atópica
Como o próprio nome diz é uma dermatite sem lugar definido e é desencadeada principalmente pela inalação do agente alergênico. Por ser uma reação alérgica sem local específico é mais dificil de ser percebida pelo proprietário e mais difícil de ser diagnosticada pelo veterinário.
Entendendo a dermatite atópica
O alérgeno (substância que causa a alergia) inalado é adsorvido pelo sistema respiratório caindo na circulação sanguínea e desencadeando uma liberação de substâncias mediadores da inflamação.
Sintomas e sinais da dermatite atópica
Por não ter local fixo de manifestação, os sintomas são bem variados, indo desde espirros até coceiras generalizadas com queda de pelo.
Controle e tratamento da dermatite atópica
O mais difícil é identificar qual alérgeno está desencadeando o processo alérgico. Alguns exames laboratoriais como RAST teste ou testes cutâneos podem dar alguma ideia do causador do processo. Feito o diagnóstico (que é difícil) do agente causador, a completa exclusão do contato com esse agente é fundamental para o controle. Em alguns casos, principalmente quando não conseguimos identificar o agente alérgico, o uso de medicamentos por via oral ou sistêmicos como antialérgicos pode controlar os sintomas.
 
Gostou do post? Conhece algum animal que sofre de dermatite? Então compartilhe esse post!
 

#alergia

Camillo Dantas

Camillo, redator apaixonado, especialista em criar conteúdos envolventes e impactantes para o site. Viaja e estuda incessantemente para produzir textos únicos, inspiradores e precisos.

Receitas relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Go up