Doença do carrapato: sintomas, prevenção e tratamento Proteja seu pet e sua família contra as doenças causadas por carrapatos seguindo essas dicas de prevenção e tratamento. Saiba quais são os sintomas e como identificar a doença do carrapato em seu anima

Doença do carrapato: sintomas
índice
  1. Doença do carrapato: sintomas
    1. Doenças do carrapato: pluralidade de males
  2. Importância do check-up
    1. DAPE: dermatite alérgica à picada de ectoparasitas
  3. Dicas para prevenir e tratar a doença do carrapato
    1. Cuidado com os pets e com a sua família
  4. Conclusão

Doença do carrapato: sintomas

A doença do carrapato é uma preocupação constante para quem tem um pet em casa. Os carrapatos são ectoparasitas que se alimentam do sangue dos animais e podem transmitir diversas doenças, causando desconforto e, em casos mais graves, colocando a vida do animal em risco. Por isso, é importante ficar atento aos sintomas da doença do carrapato e saber como prevenir e tratar essa enfermidade.

Doenças do carrapato: pluralidade de males

Apesar de ser conhecida como "doença do carrapato", na verdade são várias as enfermidades que podem ser transmitidas por esse parasita. Entre as mais comuns estão a erliquiose, a anaplasmose, a babesiose e a hepatozoonose. Todas elas são causadas por bactérias ou protozoários que podem ser transmitidos pela picada do carrapato. É importante lembrar que os sintomas e o tratamento podem variar de acordo com a doença em questão.

Erliquiose: ataque aos glóbulos brancos

Essa doença é causada pela bactéria Ehrlichia canis e pode se manifestar rapidamente ou de forma mais lenta, podendo levar anos até ser notada. A bactéria ataca os glóbulos brancos, responsáveis pelo sistema de defesa do organismo, e também impede a produção de novas células sanguíneas. Os sintomas mais comuns da erliquiose são falta de apetite, perda de peso, febre e desânimo.

Babesiose: dificuldade na circulação de oxigênio

Causada pelo protozoário Babesia canis, essa doença prejudica os glóbulos vermelhos do animal, dificultando a circulação de oxigênio no sangue. Os sintomas podem variar e incluem desorientação, tontura, anemia, gengiva e olhos pálidos ou amarelados, insuficiência renal, além dos sinais já mencionados na erliquiose.

Hepatozoonose: acometendo rins e fígado

Essa doença é exclusiva dos cachorros e afeta principalmente os rins e o fígado. Assim como as outras doenças do carrapato, pode demorar para ser diagnosticada. Os sintomas incluem perda de peso, apetite reduzido, hipertermia, anorexia, apatia, letargia e mucosas pálidas.

Importância do check-up

Como muitos dos sintomas das doenças do carrapato podem ser confundidos com outras enfermidades, é importante realizar consultas e exames de rotina com um médico veterinário. Assim, é possível identificar qualquer problema de saúde do seu pet e iniciar o tratamento adequado. Além disso, é importante prestar atenção aos locais que seu animal circula, já que os carrapatos podem ser encontrados em ambientes externos como parques, jardins e matas.

É fundamental lembrar que, quando falamos de doenças do carrapato, é possível que o animal esteja infectado com mais de um tipo da doença. Por isso, é importante seguir o tratamento indicado pelo veterinário e manter as consultas e exames em dia. Não se deixe enganar por mitos ou receitas caseiras, pois a automedicação pode agravar ainda mais a saúde do seu pet.

DAPE: dermatite alérgica à picada de ectoparasitas

Muitas vezes, os pets podem apresentar alergia à picada do carrapato, causando um incômodo intenso. Anteriormente conhecida como DAPP (Dermatite Alérgica à Picada de Pulgas), hoje sabemos que essa alergia pode ser desencadeada por diversos tipos de ectoparasitas, incluindo os carrapatos. Para prevenir essa reação alérgica, é importante realizar um controle rigoroso dos parasitas, evitando que eles se proliferem e ataquem o seu animal de estimação.

Dicas para prevenir e tratar a doença do carrapato

Além de realizar consultas e exames de rotina, existem algumas medidas que podem ser adotadas para prevenir e tratar a doença do carrapato. Confira abaixo algumas dicas:

  • Utilize produtos específicos para a prevenção de carrapatos, como coleiras, sprays e pipetas;
  • Realize inspeções periódicas no seu pet, buscando por carrapatos e outros parasitas;
  • Evite que o seu animal circule em áreas com alta infestação de carrapatos;
  • Mantenha o ambiente limpo e livre de carrapatos, pois eles também podem se alojar em tapetes, caminhas e outros objetos;
  • Caso encontre carrapatos no seu animal, remova-os com cuidado e de forma correta;
  • Realize exames de sangue regularmente para identificar a presença de doenças do carrapato;
  • Caso o seu pet apresente algum sintoma, leve-o ao médico veterinário imediatamente;
  • Siga o tratamento prescrito pelo veterinário corretamente e não interrompa antes do tempo indicado;
  • Mantenha o seu animal sempre hidratado e com uma alimentação adequada;
  • Fique atento a qualquer mudança no comportamento ou aparência do seu pet.

Seguindo essas dicas, você pode ajudar a prevenir e tratar a doença do carrapato, garantindo a saúde e o bem-estar do seu animal de estimação.

Cuidado com os pets e com a sua família

Além de causar doenças em animais, os carrapatos também podem transmitir doenças para os seres humanos, como a febre maculosa e a doença de Lyme. Por isso, é importante manter o controle dos carrapatos não apenas por uma questão de saúde dos pets, mas também da sua família. Além de seguir as dicas já mencionadas, é importante manter o seu quintal limpo e evitar que o seu animal de estimação circule em áreas de mata ou contato com outros animais infectados.

Conclusão

A doença do carrapato é um problema sério que pode afetar a saúde e o bem-estar dos pets. Por isso, é importante ficar atento aos sintomas e seguir as medidas de prevenção e tratamento. Além disso, é fundamental realizar consultas e exames de rotina com um médico veterinário para garantir a saúde do seu animal de estimação. Lembre-se sempre de buscar ajuda profissional caso seu pet apresente algum sintoma ou problema de saúde, evitando a automedicação e agravamento da situação. Com cuidado e atenção, é possível proteger seu pet e sua família dos males causados pelos carrapatos.

Fonte: Tudo sobre Petys domésticos em primeira pessoa.

Camillo Dantas

Camillo, redator apaixonado, especialista em criar conteúdos envolventes e impactantes para o site. Viaja e estuda incessantemente para produzir textos únicos, inspiradores e precisos.

Receitas relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Go up