"Riscos e cuidados: Como evitar que seu cachorro coma objetos perigosos"

índice
  1. O que são corpos estranhos?
  2. Como saber se meu cachorro comeu algo que não devia?
  3. Como prevenir essa situação
  4. Cuidado com plantas e alimentos
  5. De olho nos objetos pequenos
  6. Objetos pontiagudos e cortantes
  7. Alimentos e objetos perigosos para cães
  8. O que fazer se o meu cachorro engolir algo?
  9. Como prevenir que o cachorro coma objetos?
  10. Curiosidades sobre cães e objetos

O que são corpos estranhos?

Quando seu cachorro come algo que não devia, é chamado de “corpo estranho” já que aquilo que está no organismo do animal não deveria estar ali. Ao engolir algo assim, o animal pode sofrer de várias formas. Um objeto muito grande pode causar obstrução intestinal ou ainda ferir as paredes do estômago e do intestino caso seja pontudo (o que pode ser fatal). Além disso, ele pode engasgar ou ainda se intoxicar no caso de uma planta ou alimento restrito, por exemplo.

Como saber se meu cachorro comeu algo que não devia?

Bom, quando você chega e se depara com alguma destruição, um vaso de planta no chão, um saco de lixo espalhado… isso não quer dizer necessariamente que seu cãozinho engoliu algo. Mas pode ser um grande indício de que isso aconteceu. Mas também há casos onde os pequenos ladrões roubam algum objeto ou comida e você nem percebe. Por isso fique atento a alguns sintomas que podem indicar a ingestão de algo indevido:

  • vômito e diarreia;
  • falta de apetite;
  • apatia.

Em caso de envenenamento podem ocorrer episódios de vômito e diarreia com sangue e até convulsões. É muito importante que você não tente medicar o bichinho por conta própria, dando leite ou qualquer outro remédio com a intensão de provocar o vômito. Essas atitudes podem piorar a situação. No caso de envenenamento isso pode acelerar a absorção da substância pelo organismo e se um objeto estiver preso no estômago ou intestino, pode acabar machucando esses órgãos.

Por isso ao observar qualquer um desses sintomas corra com o animal para o veterinário. Caso você encontre pedaços de madeira (no caso de palitos de churrasco, por exemplo) cacos de vidro, embalagens de remédio ou qualquer outra situação que dê indício de que ele possa ter engolido algo muito perigoso, nem espere os sintomas, já corra com ele para o médico. No veterinário ele passará por exames como Raio X e ultrassom onde o profissional avaliará os procedimentos que podem ser desde acompanhamento para o objeto ser expelido naturalmente até cirurgia.

Como prevenir essa situação

Devemos sempre tomar o máximo de cuidado com o que deixamos ao alcance deles. Deixar fechados cômodos que tenham muitos objetos espalhados; manter o saco de lixo dentro de cestos fechados e pesados para que eles não consigam virar; remédios, produtos de limpeza e venenos devem ficar em armários fechados.

Outra coisa importante é com relação aos brinquedos. Muita gente presenteia os cachorrinhos com brinquedos antigos que tinha em casa, bolas e pelúcias de crianças. É importante que os brinquedos do seu cachorrinho sejam sempre exclusivamente aqueles feitos para os pets. Isso porque esses brinquedos já são fabricados levando em conta uma possível destruição. Por isso eles são feitos de materiais não tóxicos e que, caso sejam destruídos e engolidos pelo animal, não resultem em maiores problemas. Mas vale lembrar também que você sempre deve oferecer brinquedos maiores que a boca do seu amigo, para evitar que ele engasgue.

Cuidado com plantas e alimentos

Alguns alimentos e plantas podem ser extremamente perigosos para os pets. Alguns exemplos são chocolate, uva, cebola, alho, abacate, café, entre outros. Esses alimentos podem causar desde problemas gastrointestinais até intoxicações graves e até mesmo a morte do animal. Por isso, sempre mantenha esses alimentos fora do alcance do seu pet e fique atento aos sintomas caso ele tenha ingerido algum deles.

Além disso, algumas plantas podem ser tóxicas para os cães, como azaleias, lírios, filodendros, comigo-ninguém-pode, entre outras. Antes de colocar uma planta em casa, pesquise se ela é segura para os animais de estimação. Em caso de ingestão, leve o animal ao veterinário imediatamente.

De olho nos objetos pequenos

Além de alimentos e plantas, objetos pequenos também podem representar um perigo para os pets. Cuidado com objetos como botões, moedas, elásticos, brinquedos pequenos, entre outros, que podem ser engolidos pelos cães. Esses objetos podem causar obstrução intestinal e até mesmo perfurações nos órgãos, dependendo do tamanho e da ponta deles.

Objetos pontiagudos e cortantes

Outro perigo para os pets são os objetos pontiagudos e cortantes, como agulhas, facas, tesouras, pregos, entre outros. Esses objetos podem causar ferimentos graves no trato digestivo do animal e até mesmo perfurar órgãos vitais. Sempre mantenha esses objetos guardados em locais seguros e fora do alcance do seu pet.

Alimentos e objetos perigosos para cães

Além dos alimentos e objetos já mencionados, existem outros que podem ser extremamente perigosos para os cães, como:

  • Produtos de limpeza: mantenha esses produtos em locais seguros e longe do alcance do seu pet;
  • Medicamentos: nunca dê remédios para o seu cão sem orientação veterinária;
  • Anticongelante: esse produto é altamente tóxico para os animais e pode causar problemas renais graves;
  • Produtos de higiene pessoal: xampus, condicionadores e sabonetes podem ser tóxicos para os cães;
  • Plásticos e sacolas: esses objetos podem causar obstrução intestinal e até mesmo asfixia;
  • Fios elétricos: podem causar choques e até mesmo queimaduras na boca do animal;
  • Outros animais: se você tem outros animais em casa, como gatos, por exemplo, fique atento para que não haja brigas e mordidas que podem causar ferimentos graves no seu cão.

O que fazer se o meu cachorro engolir algo?

Se você perceber que o seu cachorro engoliu algo que não devia, não tente medicá-lo por conta própria. Leve-o imediatamente ao veterinário para que ele possa avaliar a situação e tomar as medidas necessárias. Não tente fazer o animal vomitar, pois isso pode piorar a situação, principalmente se for um objeto pontiagudo ou cortante.

Como prevenir que o cachorro coma objetos?

Além de tomar os cuidados mencionados anteriormente, como manter objetos perigosos fora do alcance do animal, existem outras medidas que podem ajudar a prevenir que o cachorro coma objetos:

  • Ensine comandos básicos como "deixa" e "largar" para que ele solte objetos quando for solicitado;
  • Ofereça brinquedos adequados para o seu cão, evitando que ele pegue objetos não recomendados;
  • Supervisione sempre o seu cão, principalmente quando ele for brincar com objetos pequenos;
  • Providencie uma alimentação balanceada e adequada para o seu cão, evitando que ele sinta vontade de comer objetos estranhos;
  • Caso o seu cão tenha o hábito de comer objetos, busque ajuda de um profissional para ajudá-lo a mudar esse comportamento.

Curiosidades sobre cães e objetos

Alguns cães podem ter o hábito de comer objetos por diversos motivos, como tédio, ansiedade, carência, falta de atenção ou até mesmo por questões nutricionais. Por isso, é importante sempre ficar atento ao comportamento do seu pet e buscar ajuda caso ele apresente esse tipo de comportamento.

Além disso, é importante ressaltar que cada animal é único e pode reagir de forma diferente ao engolir um objeto. Enquanto alguns podem manifestar sintomas de imediato, outros podem não apresentar nenhum sintoma até que o objeto cause algum dano interno no organismo do animal. Por isso, é importante sempre ficar atento e levar o animal ao veterinário caso haja suspeita de ingestão de objetos.

Outro ponto importante é que alguns cães podem desenvolver um comportamento conhecido como "pica", que é o hábito de comer objetos não alimentícios. Esse comportamento pode ser um sinal de carência, ansiedade ou até mesmo um distúrbio de comportamento. Por isso, é importante sempre ficar atento e buscar ajuda de um profissional caso o animal apresente esse tipo de comportamento.

Agora que você já sabe o que fazer caso o seu cachorro coma algo que não devia e como prevenir essa situação, fique sempre atento e tome os cuidados necessários para garantir a saúde e bem-estar do seu pet. Lembre-se de que a prevenção é sempre o melhor remédio e que a sua atenção e cuidado são fundamentais para evitar que o seu cãozinho passe por situações de risco.

Camillo Dantas

Camillo, redator apaixonado, especialista em criar conteúdos envolventes e impactantes para o site. Viaja e estuda incessantemente para produzir textos únicos, inspiradores e precisos.

Receitas relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Go up