Saiba como prevenir e tratar as principais doenças do Cane Corso Italiano. Conheça os sinais e cuidados necessários para garantir a saúde e bem-estar do seu pet.

Saiba como prevenir e tratar as principais doenças do Cane Corso Italiano. Conheça os sinais e cuidados necessários para garantir a saúde e bem-estar do seu pet.
índice
  1. Cane Corso Italiano – Principais doenças
    1. Prolapso da glândula da terceira pálpebra
    2. Displasia Coxofemoral
    3. Torção Gástrica
    4. Outras doenças que podem afetar o seu Cane Corso Italiano
  2. Prevenção é o melhor remédio
  3. Conclusão

Cane Corso Italiano – Principais doenças

O Cane Corso Italiano é uma raça de cães de grande porte que, apesar de sua aparência intimidadora, é conhecido por ser carinhoso e protetor com seus pais humanos. Originário da Itália, o Cane Corso foi utilizado como cão de caça e guarda, devido ao seu tamanho e musculatura. No entanto, apesar de sua resistência, essa raça possui algumas predisposições a doenças, especialmente de origem genética ou óssea. Neste post, vamos falar sobre as principais doenças que podem afetar o seu Cane Corso Italiano.

Prolapso da glândula da terceira pálpebra

O prolapso da glândula da terceira pálpebra, também conhecido como "Cherry Eyes" ou "Olhos de Cereja", é uma condição que preocupa muitos pais de pets, devido ao seu nome. Essa doença ocorre quando a glândula localizada dentro do sistema lacrimal é projetada para fora do olho, podendo ser vista como uma "bolinha rosa ou vermelha" no canto do olho do animal.

As causas para o prolapso da glândula da terceira pálpebra podem estar relacionadas a fatores genéticos, flacidez dos tecidos ao redor da glândula ou agentes irritantes, como coceira e arranhões no olho. Além do Cane Corso Italiano, raças como Bulldog Francês, Pug, Boxer e Sharpei também são predispostas a desenvolver essa condição.

O tratamento para o prolapso da glândula da terceira pálpebra é feito por meio de cirurgia realizada por um médico veterinário especializado em oftalmologia. É importante lembrar que o olho é uma região sensível e requer cuidados especiais.

Displasia Coxofemoral

A displasia coxofemoral é uma condição esquelética bastante comum em cães de porte grande, incluindo o Cane Corso Italiano. Ela é causada por uma má formação da articulação do quadril, o que pode resultar em dificuldades para o animal realizar movimentos básicos, como caminhar, correr, levantar e até sentar.

Além da predisposição genética, a displasia coxofemoral pode ser agravada por fatores ambientais, como pisos lisos, obesidade e exercícios em excesso. O diagnóstico é feito por meio de raio-X e o tratamento pode incluir fisioterapia, que ajuda na reabilitação do pet.

Torção Gástrica

A torção gástrica, também conhecida como "Dilatação Vólvulo Gástrico", é uma doença grave que afeta principalmente cães de grande porte, incluindo o Cane Corso Italiano. Ela ocorre quando o estômago do animal aumenta de tamanho e gira na cavidade abdominal, impedindo a passagem de alimentos, água e gases.

Essa condição pode ser causada por uma alimentação incorreta, exagerada ou pelo hábito de cães que comem rapidamente e praticam exercícios logo em seguida. O tratamento é feito por meio de intervenção cirúrgica e quanto mais cedo for realizado, maiores são as chances de recuperação do animal.

Outras doenças que podem afetar o seu Cane Corso Italiano

Além das doenças já mencionadas, o Cane Corso Italiano pode ser acometido por outras condições, como:

  • Dilatação gástrica
  • Displasia de cotovelo
  • Entrópio e Ectrópio
  • Sarna demodécica
  • Epilepsia Idiopática

Vale ressaltar que essas doenças são provenientes de estudos e artigos sobre as predisposições em determinadas raças, mas cada animal é único e pode viver uma vida saudável sem ser afetado por nenhuma dessas condições. No entanto, é importante estar atento e informado sobre possíveis problemas de saúde que possam surgir.

Prevenção é o melhor remédio

Como diz o ditado, é sempre melhor prevenir do que remediar. Por isso, é importante tomar algumas medidas para ajudar a evitar o desenvolvimento de doenças no seu Cane Corso Italiano. Algumas dicas são:

  • Manter uma alimentação adequada e balanceada para o seu pet;
  • Evitar exercícios físicos intensos logo após as refeições;
  • Evitar situações estressantes para o animal;
  • Não oferecer todo o alimento de uma só vez, dividindo em pequenas porções ao longo do dia;
  • Realizar exames periódicos com um médico veterinário de confiança.

Além disso, é importante estar atento aos sinais que o seu Cane Corso Italiano pode apresentar, como mudanças no comportamento, falta de apetite, dificuldade para se movimentar, entre outros. Em caso de qualquer anomalia, é fundamental procurar um médico veterinário para avaliar a situação e iniciar o tratamento, se necessário.

Conclusão

O Cane Corso Italiano é uma raça de cães encantadora, mas como qualquer animal de grande porte, possui algumas predisposições a doenças. No entanto, com cuidados adequados e acompanhamento veterinário, é possível garantir uma vida saudável e feliz para o seu pet. Lembre-se sempre de estar atento aos sinais que o seu animal pode apresentar e de buscar informações sobre a saúde e bem-estar dos cães.

Aqui na Pet, você encontra profissionais da medicina veterinária que trabalham em conjunto para disponibilizar um portal com informações confiáveis sobre as principais doenças que podem afetar o seu pet. Conte sempre conosco para garantir o melhor para o seu Cane Corso Italiano e para todos os animais de estimação.

Fontes:

#cachorro #canecorso #doença #pet #YesPets

Camillo Dantas

Camillo, redator apaixonado, especialista em criar conteúdos envolventes e impactantes para o site. Viaja e estuda incessantemente para produzir textos únicos, inspiradores e precisos.

Receitas relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Go up